Ads 468x60px

Labels

Labels

11 de nov de 2010

Nvidia GeForce GTX 580: chegou a verdadeira Fermi


A nVidia GeForce GTX 580 é o que a original deveria ter sido: mais silenciosa, cheia de recursos e eficiente.
Quando a nVidia lançou a GTX 480 — codinome GF100 — este ano, a nova GPU se mostrou controversa. Sem dúvida nenhuma ela era rápida, mas também tinha muitas limitações — toda GTX 480 vinha com uma unidade completamente funcional desabilitada. Não ficou claro se o problema era prioridade (yield) ou consumo de energia. Apesar da energia certamente ser um problema — a placa fazia barulho e esquentava muito.

Por causa da concorrência, a nVidia tinha que lançar a Fermi logo. Mesmo antes da Fermi original sair de cena, os engenheiros da nVidia estavam a todo vapor, trabalhando e reprojetando a GF100. O resultado é a GF110. A nova GPU está, como diria o Imperador Palpatine, "completamente operacional", com todas as unidades funcionais habilitadas. Mesmo com mais transistores assoviando, a velocidade de clock está maior do que os originais 700MHz. Os clocks de memória agora estão a 1GHz, aumentando em relação aos 924MHz da GTX 480.
Recursos
Como você pode ver, o consumo de energia caiu um pouco, enquanto o número de unidades funcionais e velocidades de clock aumentaram.
Os designers da GF110 tiraram algum tempo para melhorar os caminhos que passam pela GPU para endireitar os fluxos de dados. Eles também ajustaram alguns recursos, aumentando o desempenho geral de texturas FP16, entre outras coisas. Além disso, a placa em si agora tem um novo subsistema de resfriamento, incluindo um ventilador redesenhado e uma câmara de vapor (substituindo os heat pipes da GTX 480). Até mesmo a proteção em volta do cooler foi refeita, com o ventilador agora um pouco recuado e mais relevo na borda traseira, o que melhora o fluxo de ar e eficiência do resfriamento em configurações SLI quando as placas estão bem próximas uma da outra.
A câmara de vapor da GTX 580 dissipa o calor de maneira mais eficiente que os velhos heat pipes da GTX 480.
O resultado geral é um barulho de ventilador menos obtrusivo quando a placa está trabalhando pesado. A nVidia estima que a acústica esteja cerca de 5dBA menor em relação à GTX 480, e ainda mais baixo do que isso em relação à GTX 285. Nós percebemos nos nossos testes que a placa não apenas é mais silenciosa, mas também emite ruído em um timbre diferente, que incomoda menos. Isso pode ser causado pelo cooler redesenhado, que agora conta com um anel em volta da estrutura das pás, o que o torna mais rígido.
A falta de heat pipes na GTX 580 é claramente visível aqui. 
O chanfro maior e mais raso na traseira do revestimento de resfriamento é parte do redesign do cooler.
Desempenho
O que temos aqui é uma Fermi mais rápida, com todas as unidades funcionais habilitadas, alguns ajustes internos na arquitetura, bem mais silenciosa e resfriada. Mas como ela se sai? Pegamos uma placa GTX 580 de referência comparamos com uma GTX 480 padrão da Asus, além de uma Radeon HD 5870, uma HD 5970 e a nova Radeon HD 6870.
Perceba que a Radeon HD 5970 é uma placa com GPU dupla. O desempenho e suporte ao CrossFireX da AMD tem melhorado consideravelmente com novos lançamentos de drivers, mas a performance ainda é dependente da escalabilidade do CrossFireX. Além disso, a HD 5970 também tem pouco mais de 30cm, o que a torna inviável em muitos casos, e a XFX Radeon HD 5870 XXX Edition tem um pouco de overclock, 3% no clock de núcleo e 8% na memória. Tenha isso em mente quando analisarmos os resultados.
Todos os testes foram realizados em 1920x1200, com AA 4x ligado. Nossa máquina de testes foi um Core i7 975 a 3.3GHz, com 6GB de memória DDR3/1333, rodando em uma placa mãe Asus P6X58D Premium com um drive Seagate 7200.12 de 1TB, um drive de Blu-Ray ROM LG, uma fonte Corsair TX850W e Windows 7 Ultimate 64-bit.
3DMark Vantage Vantage e Unigine Heaven
Vamos dar uma olhada em alguns benchmarks sintéticos. Nós não damos muita atenção para estes resultados, mas são sempre legais de conferir.


O teste do 3DMark Vantage foi rodado no modo "extreme" com qualidade máxima, que não é mais tão extrema para os padrões atuais. A Radeon HD 5970 se sai um pouco melhor que a GTX 580, mas este é o maior resultado que já vimos neste teste para uma placa de GPU única.
Nós esperávamos que a GTX 580 fosse o que a nVidia gosta de chamar de "monstro da tesselação", e se a pontuação no Heaven 2.1 for alguma indicação, ela certamente é. A AMD gosta de focar o seu ponto forte de tesselação em triângulos de 16 pixels, então, quando se aumenta o fator de tesselação do Heaven, ele força a Radeon além desse ponto forte. Assim, a placa da nVidia se sai melhor.
Mas nós nos importamos mesmo é com o desempenho em jogos reais. Vamos dar uma olhada na performance com DirectX 10.









 

0 comentários:

Postar um comentário

CÓDIGO DO LINKWITHIN