Ads 468x60px

Labels

Labels

26 de abr de 2011

Nook Color: o tablet com Android para os pobres mortais?



Temos iPad de um lado, Motorola Xoom do outro, sem falar nos incontáveis tablets xing-ling disponíveis por aí (como o iTablet). Mas se você está procurando por um tablet “de marca”, porém com um preço mais acessível, talvez a rede de livrarias americana Barnes & Noble tenha uma boa notícia. É que o Nook Color, o e-book reader produzido por eles, passou por uma atualização de software que o deixou bem competitivo.

Por apenas US$ 250 dólares no modelo com Wi-Fi, o consumidor — americano, infelizmente — leva para casa um e-book reader com boas características de um tablet. Depois de um longo período de espera, o aparelho de visor de 7 polegadas ganhou a versão mais recente do Google Android para smartphones. Sim, o Android 2.2 (Froyo) está disponível para download gratuito, com as devidas modificações que a B&N fez para o seu dispositivo.
Entre as novidades, um aplicativo de e-mail. Acredite se quiser, até agora o primo rico do Nook (que continua monocromático) não tinha esse recurso, mas a partir de agora o usuário terá acesso fácil ao Gmail, Hotmail e Yahoo Mail. No caso do Exchange, será necessário desembolsar uma grana a mais por um aplicativo específico para esse fim.
Aliás, aplicativos são a outra boa novidade do Nook Color. Até então desprovido de software de terceiros, o e-book reader com jeitinho de tablet agora conta com125 aplicativos, que variam desde o onipresente Angry Birds at Uno, um divertido jogo de cartas. Haverá opções gratuitas e pagas (no melhor esquema 70/30 que a Apple inventou).
A distância da B&N com o Android Market permanece. Quem comprar o Nook Color deve ter a consciência de que, ao menos por enquanto, não há qualquer intenção de liberar o acesso do dispositivo aos milhares de títulos de apps da loja do Android. Em vez disso, a Barnes & Noble tem preferido trabalhar diretamente com desenvolvedores graúdos, que estejam interessados em produzir versões especiais de seus apps para o e-reader.

O preço do Nook Color não mudou. Pelo equivalente a R$ 390, o consumidor leva para casa um equipamento com acesso a milhares de e-books e revistas, sem falar em diversos recursos de tablet (inclusive rodar Flash, apenas para quem tiver coragem). Nunca usei um Nook Color, então não posso dizer se o investimento vale a pena. Mas fiquei tentado em testá-lo depois dessa atualização, que deve chegar a todos os aparelhos em algumas semanas. Barnes & Noble, alguma previsão de início das operações no Brasil?

0 comentários:

Postar um comentário

CÓDIGO DO LINKWITHIN