Ads 468x60px

Labels

Labels

9 de nov de 2010

Zino HD, o media center completinho da Dell, já está à venda

 Que as torres de PC andam sendo atacadas e tendem a cair em breve, todo mundo já sabe. Resta saber qual o melhor caminho para substituí-la. Enquanto algumas empresas apostam em gabinetes reduzidos ou PCs tudo-em-um, um terceiro nicho bem interessante começa a chegar ao Brasil: os media centers do tamanho de uma caixinha, seguindo o estilo do Mac Mini. E o Zino HD, da Dell, tem algumas boas opções de configuração – Blu-ray! – e já está à venda por aqui.

O Zino HD é uma dessas maquininhas que empolga não só pela configuração, mas pela boa escolha de portas e conexões – um media center que se preze não pode viver só com o básico. Então foi bom ver uma saída HDMI e duas portas eSATA no pequenino, além duas portas USB na parte frontal e mais duas na parte traseira. Há ainda um conector RJ45, um SPDIF e uma VGA. Na conectividade, o Wi-Fi no padrão n é muito bem-vindo.

No evento, o Zino estava rodando um vídeo em 720p sem engasgar nenhuma vez. Mas ninguém quis dizer qual configuração estava dentro da caixinha – imaginamos que era uma das mais altas. E nessa parte entra o bom sistema de configuração da Dell: o Zino pode ter um processador Athlon X2 P340 Dual Core de 2,1 GHz ou um Athlon Phenom X4 Quad Core de 1,6GHz. Na parte da memória e HD, é possível ir de 3GB a 6GB, e de 320GB a 1TB. Mas, seu possível calcanhar de Aquiles é a placa de vídeo integrada. Por fora, o quadradinho tem bom acabamento e é bonito, mas não tanto quanto o novo Mac Mini, e pesa1,6 quilo.

E para enfrentar bem o Mac Mini, a Dell tem algumas boas cartas na manga: primeiro, diferente da Apple, a empresa acredita no Blu-ray e dá essa opção ao usuário. Segundo, e talvez mais importante, é que dá para levar um Zino HD com Quad Core, 4GB de RAM, HD de 500GB e leitor de Blu-ray por R$2.399, menos do que a configuração mais básica do mini desktop da Apple, que sai por R$2.699. Na configuração mais simples, o Zino HD sai por R$1.399. Parece um bom caminho para popularizar o formato.

0 comentários:

Postar um comentário

CÓDIGO DO LINKWITHIN