Ads 468x60px

Labels

Labels

23 de nov de 2010

Números comprovam que Orkut não é mais o mesmo


Volta e meia uma pesquisa mostra o cenário das redes sociais no Brasil e consolida a posição do Orkut que, apesar do crescimento do Facebook e do Twitter, ainda reina absoluto no país. Mas números mais minuciosos, divulgados pela Ibope Mídia, vão além da porcentagem padrão de acesso. Eles também levam em consideração a frequência do retorno dos usuários à rede do Google. E é aí que mora o declínio do Orkut.
Mesmo sendo a primeira rede social de 82% dos brasileiros – bons tempos daquele design quadrado, fundo azul bebê e vírus pelos scraps, não? – o Orkut não tem conseguido segurar seus usuários: hoje, 50% deles acessam o site menos do que antes. Desses 50%, 56% são da classe A e 58% deles tem entre 20 e 24 anos. Já deu para imaginar onde eles têm entrado com mais frequência, certo?

Apesar da desaceleração do uso do Orkut, o Facebook e o Twitter ainda têm muito chão pela frente para encarar a cria do Google. A rede de Zuckerberg tem hoje 14% de acesso, seguido na cola pelo Twitter, com 13%. Mas, como era de se imaginar, o crescimento das duas na classe A é altíssimo: entre os mais abastados, Facebook e Twitter têm fatias de acesso de 41% e 28%, respectivamente. Como as duas redes concorrentes têm versões móveis mais práticas do que o Orkut, parte desse crescimento é associado ao número de celulares com acesso a internet, que aumentou consideravelmente nos últimos 5 anos:
Ou seja, é hora de o Google abrir bem os olhos. Apesar da coroa incontestável por aqui, tudo indica que o Orkut perderá o trono na Índia, o segundo grande nicho da rede social no mundo, justamente para o Facebook. E o fenômeno começa a se repetir por aqui, onde usuários ainda têm um perfil do Orkut largado às moscas e vêm curtindo cada vez mais as piadas e notícias em 140 toques ou a exposição de todos no Facebook. Confira todos os resultados da pesquisa clicando no link ao lado

0 comentários:

Postar um comentário

CÓDIGO DO LINKWITHIN