Ads 468x60px

Labels

Labels

21 de nov de 2010

O que queremos do Windows 8

Na ocasião do aniversário de 25 anos do Windows, o MaximumPC examina o futuro do sistema operacional da Microsoft. 

Para o bem ou para o mal, o fato é que neste fim de semana o Windows completou 25 anos -- a primeira versão dele foi lançada dia 20 de novembro de 1985. Se pedíssemos para as pessoas usarem uma palavra para descrever os 25 anos de história do sistema operacional da Microsoft, provavelmente a palavra "conturbada" seria bem popular. E não há mesmo muitas palavras melhores para se usar frente a tal pedido.

Afim de tentar jogar alguma luz no futuro do Windows, decidimos perguntar a alguns dos maiores fabricantes independentes de PCs o que eles já ouviram falar, e quais recursos e funcionalidades eles gostariam de ver no próximo grande lançamento do Windows. Alguns não se importaram em se identificar, mas a maioria preferiu manter os seus comentários na sombra do anonimato, "em off".

A seguir: conhecimentos parciais, fatos e alguns chutes descarados.

E daqui para onde?

No Windows 8, o usuário será mais importante que o sistema, e a nuvem reinará suprema

Como será o visual do Windows 8? E quando ele chega?

No meio do ano, o mundo teve a primeira chance de ver o que poderia estar nos planos para o Windows 8 quando o site italiano Windowsette.com publicou vários slides de PowerPoint que supostamente seriam internos da Microsoft e teriam vazado. A maioria dos slides terminavam com um disclaimer afirmando que se tratavam de uma "discussão do Windows 8", e não de um plano de ação, mas ainda assim eles dão algumas boas pistas sobre o futuro.

Provavelmente o slide mais intrigante e surpreendente de todos é um que não apenas admite o sucesso de um grande concorrente, como ainda o torna um exemplo. Intitulado "Como a Apple faz: um círculo virtuoso", o slide fala sobre a percepção de uma experiência positiva de uso dos clientes da Apple e exalta a satisfação dos clientes com os seus produtos, e por sua vez a lealdade à marca que isso gera, e os lucros trazidos por essa lealdade.

Outro slide importante, intitulado "Foco: capacidades de hardware", apresenta um protótipo de PC tudo-em-um para argumentar que o formato físico dos sistemas que usam o Windows está evoluindo. Acompanhando esta imagem estão vários bullet points discutindo aspectos diversos, desde login por reconhecimento biométrico (a apresentação depois prevê que "integração com câmera será onipresente até 2012"), controles por voz, display de toque com "com cinco ou mais pontos de contato para melhor amostragem". Prosseguindo, uma seção "Sensores" faz alusão ao suporte de recursos como sensores de proximidade infravermelho, sensores de sleep/wake por proximidade e sensores de luz que automaticamente ajustam o brilho da tela de acordo com a luz ambiente e as condições do local.

 
O cliente de jogos Steam, da Valve, se popularizou enormemente nos últimos anos. Devemos ver algo similar no Windows 8.

A verdade é que a Microsoft já tem um marketplace. Ele se chama Xbox Live. A empresa também já tem um framework para desenvolvedores independentes, o kit de desenvolvimento XNA, que é capaz de rodar no Windows, Xbox 360, Windows Mobile e Zune. O verdadeiro ingrediente secreto pode ser a capacidade da Microsoft de permitir e encorajar aos usuários a migração dos seus apps, jogos e conteúdo entre aparelhos, ou permitir acesso aos jogos via conexão remota. Wasielevski completa: "O OnLive é legal, mas eu estou limitado ao conteúdo deles e às possibilidades de largura de banda deles em situações de uso pesado. Eu gostaria de ter a possibilidade de me conectar ao meu poderoso PC de games como um servidor para jogar em outros locais com meus aparelhos móveis".

 
Sistema Operacional baseado na nuvem

Nós também já estamos ficando cansados de ouvir falar dessa tal "nuvem" — ela parece ser uma evolução óbvia, e uma que já está por aí por algum tempo —, mas ela será extremamente relevante enquanto a Microsoft está se alterando para uma arquitetura com foco no usuário para o Windows 8. Mas o que isso significa em termos de recursos propriamente ditos? Primeiro: empresas como Dropbox, Carbonite e outras com foco em serviços de armazenamento e backup online devem ficar preocupadas, porque o Windows 8 incluirá suporte ao SkyDrive em nível de Gerenciador de Arquivos, que permitirá salvar e acessar arquivos a partir de qualquer lugar e em qualquer aparelho.

0 comentários:

Postar um comentário

CÓDIGO DO LINKWITHIN